Talvez a Arte seja a esperança de mais futuro e menos crenças.

O discurso de todos que posam como oferecedores de crenças é lástimável e vergonhosamente enganador como o desse: ... ( http://www.atheistnexus.org/photo/macedo-pode-reivindicar-lonhagem-... ). Roubando tanto dinheiro fácil com a exploração da "fé", disse disfarçando processos sobre exploração fria da crendice das pessoas: "Não dê o que não pode dar. A igreja está rica; já não depende de você se esforçar mais do que não pode".  Na imagem do Macedo junto da imagem da Mona Lisa, a gente nota uma verossimilhança de traços inescapável. Talvez nem a Arte possa compensar determinadas incompatibilidades  e nem servir para esconder tanta misura, tanta feiúra. Se pensarmos bem, vamos ver que mais nos valeu engenhosidades do que toda a marafurnália de rasuras miseravelmente feias e dementes propagandeado "inferno". Mais vale desenhos que fazem a água subir (boçais riem disso) e ser transpotada para abastecer cidades e termos higiene nas casas do que a pregação de que se tem de ficar de mãos juntas babando, esperando e pedindo. O conselho de ter "capcidade" de rir de si próprio estando em estado de desgraça, só cabe a um palhaço sarcástico que lucra alimentando nosso desepêro. Só doentes riem da própria doença ao invés de tratá-la; isso é encantador apenas para alívio deplorável a viciados prostrados. Talvez nossa esperança de futuro seja a Arte e não crença. Porque, decerto, olho pregado em pés e mãos de funcionarios, só atesta a ineficâcia de um sofrível e medíocre administrador incapaz de identificar e contar com habilidade e competência. Talvez nossa esperança de futuro seja a Arte e não tanta crença. Porque, decerto, olho pregado em pés e mãos de funcionarios, só atesta a ineficâcia de um sofrível e medíocre administrador incapaz de identificar e contar com habilidade e competência. Talvez a Humanidade fosse mais feliz quando singelamente admirava o dia e prestava atenção na chuva, e nas estações, sabendo agradecer de maneira ingenua esses fenômenos, mas sendo rápida em observar quanto podia contar com a efemeridade e intensidade deles; porque hoje toda sua presunção, e todas as suas crenças e "fés" para nada presta; apenas degenerar-se arrastada a volumosas fantasmagorias, e pregada a uma cruz que a esfola por um suposto e mal inventado sacrifício inútil, medonho, patético, interesseiro, enganador e parasita de nossas disposições e talentos. É preciso que venhamos a repensar o custo de tanto do nosso engano. Ver que as competências se dispõem naturalmente, e evoluem; mas insanas disputas por "glórias" caducam em inexorável decadência. A tonteira é tanta e a Ciência já tão minada por misticismo e sofismas daninhos que até se alastra ser o Universo um caos e um desarranjo confuso; essa bestice se compara à de um idiota que preguiçosa e debilmente besbilhota uma arrumadeira asacudir as almofadas e proceder higiene num ambiente, o bacio desocupado ou cheio na cabeça dele imagina que o ambiente é um rebufu ao léu.

Views: 28

Comment

You need to be a member of Atheist Nexus to add comments!

Join Atheist Nexus

Comment by Athan Veron on February 26, 2012 at 9:13am

Postei esse post para obter uma chance de convivência entre seres que vivem em contextos diferentes. Mas, não reavaliaram um só palmo de suas intenções sobre nosso viver civil. Então, esclareço que realçei no post a questão da Arte, e coloquei em evidência algo curioso: O riso do Macedo imitando o da Mona Lisa,numa foto em que ele está esfregando as mãos como a dizer "o jantar está pronto".

Nas imagens postadas neste endereço:

http://www.atheistnexus.org/photo/photo/listForContributor?screenNa...  contém

detalhes que dirimem quaisquer dúvidas acerca do que elas mostram. Direcionadas

primeiramente a blogs e sites de pessoas sem-crenças, para não desesperar a condição

psicológica de muitos fiéis-crentes.
O estarrecimento de muitos que as têm visto é tanto quanto os que verificaram-nas em

microscopia de varredura.
Elas mostram textura sub-epitelial e aprofundamentos em rastreamento de dados fisio-

ergonômicos,locomotores, e bio-físicos.
As pessoas que se refazem logo após o impacto que elas causam, notam os detalhes nelas, e as

referências umas nas outras.
E perguntam ou de pronto concluem: "Como logo essas pessoas estão tão estreitamente

vinculadas assim e logo por essas simbologias que elas tanto pregam contra?" ;;; "Como, bem

na mão do malafaia está disfarçada, nas duas mãoszinhas que fecham encostadas na bôca, um

ôlho que ao mesmo tempo parece a ponta de uma língua ensopada de sangue -- como um bicho

após o refestelado jantar de uma presa?" ;;; "Por que eles todos têm o mesmo padrão de

textura epitelial sob seus disfarces, os mesmos olhos em vertigem de ganância, ódio e

ferocidade?".
E as pessoas notam em todos, um fito nocivo, parado, por trás de um ar de deboche, uma

arrogância, ou de um choro falso, ou de um semblante de caridade enganoso.

E vêem que nossa História Social será outra.

Support Atheist Nexus

Donate Today

Donate

 

Help Nexus When You Buy From Amazon

Amazon

AJY

 

© 2014   Atheist Nexus. All rights reserved. Admin: Richard Haynes.

Badges  |  Report an Issue  |  Terms of Service